Holi, o festival indiano das cores que precisamos mais do que nunca

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Ar de festa, jatos de pós coloridos, canções e danças: na Índia começaram ontem as celebrações do Holi, feriado nacional que dá as boas-vindas à Primavera e, em algumas aldeias, vai continuar por uma semana. Apesar das restrições ligadas à pandemia e das autoridades pedirem para evitar aglomerações, milhares de cidadãos foram às ruas para participar da irresistível batalha das cores. Em vista do festival Holi, o turismo indiano também ganhou impulso. Muitas pessoas de várias partes do mundo decidiram reservar um voo para a Índia para não perder o festival de cores mais famoso do mundo.

Festival Holi: origens e celebrações

O costume desse antigo festival hindu, que geralmente dura dois dias, é borrifar o corpo com pós coloridos e colorir as pessoas e animais que se encontram nas ruas. Na noite anterior ao início das celebrações, os indianos se reúnem ao redor de enormes fogueiras para queimar Holika, ou o espírito do mal , enquanto cantam e dançam.

O festival Holi é inspirado em algumas lendas da mitologia hindu. Segundo um dos mais conhecidos, o deus Krishn (moreno), com ciúme da pele branca de sua esposa Radha, pintou seu rosto com cores. Por isso, os amantes pintam o rosto um do outro em sinal de amor durante as celebrações.

Fonte: Aljazeera / Instagram

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest