CPI da Covida estuda acusar Bolsonaro de assassinato

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O presidente Jair Bolsonaro corre o risco de ser acusado de vários crimes durante seu mandato e na pandemia. O mais recente é o de assassinato. A CPI da Covid entende que o presidente foi omisso e estuda acusá-lo de homicídio doloso.

Uma das alegações é que muitas mortes poderiam ter sido evitadas com a antecipação da vacinação, conforme informou a CNN Brasil. Segundo o veículo de comunicação, uma equipe jurídica está se dedicando exclusivamente ao caso. Na opinião dos advogados, a omissão “deliberada” do presidente foi relevante para agravar a pandemia.

Um dos argumentos contra Jair Bolsonaro é que ele defendeu a imunidade de rebanho contra a vacina, além de atacar e fazer piadas de governadores que buscavam agilizar a vacinação da população. Por isso, também, a oposição o tem chamado de genocida.

A cúpula da CPI avalia que o governante sabia o que aconteceria se não tivesse imunização em massa e mesmo assim advogou contra a vinda das vacinas, recomendando inclusive tratamentos precoces para a Covid-19, o que a ciência nunca comprovou, pelo contrário.

Dessa forma, entendem que o presidente brasileiro não cumpriu seu papel de governante.

Fontes: DCM/CNN Brasil

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest