Barroso critica “falta de compostura” de Bolsonaro

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Em crítica dois dias após o discurso do Presidente Jair Bolsonaro em São Paulo e em Brasília, em 7 de setembro, o Presidente do TSE diz que a falta de compostura do chefe do executivo envergonha o país perante o mundo.

Ele rebateu as afirmações “inverídicas” e “mentirosas” feitas pelo mandatário.

“Já começa a ficar cansativo no Brasil ter que repetidamente desmentir falsidades para que não sejamos dominados pela pós-verdade, pelos fatos alternativos, para que a repetição da mentira não crie a impressão de que ela se tornou verdade. É muito triste o ponto a que chegamos”, disse Barroso, que chamou as afirmações de Bolsonaro de mentirosas.

Ele ainda rebateu os ataques sofridos pelo presidente:

“Insulto não é argumento. Ofensa não é coragem. A incivilidade é uma derrota do espírito. A falta de compostura nos envergonha perante o mundo. A marca Brasil sofre neste momento, triste dizer isso, uma desvalorização global. Não é só o real que está desvalorizando. Somos vítima de chacota e de desprezo mundial. Um desprestígio maior do que a inflação, do que o desemprego, do que a queda de renda, do que a alta do dólar, do que a queda da bolsa, do que desmatamento da Amazônia, do número de mortos pela pandemia, do que a fuga de cérebros e de investimentos. Mas pior de tudo. A falta de compostura nos diminui perante nós mesmos. Não podemos permitir a distribuição das instituições para encobrir o fracasso econômico, social e moral que estamos vivendo”

Ele ainda comentou os ataques cometidos contra a urna eletrônica e as eleições, das quais Bolsonaro diz que não são confiáveis, e que inclusive foi eleito em 2018 em uma eleição fraudada. Disse também que teria provas, mas nunca as apresentou:

Após uma live que deverá figurar em qualquer futura antologia de eventos bizarros, foi intimado pelo TSE para cumprir o dever jurídico de apresentar as provas, se as tivesse. Não apresentou. Hoje em dia, salvo os fanáticos (que são cegos pelo radicalismo) e os mercenários (que são cegos pela monetização da mentira), todas as pessoas de bem sabem que não houve fraude e quem é o farsante nessa história”, disse Barroso.

O ministro ainda disse que a democracia está em recessão em todo o mundo:

A democracia tem lugar para conservadores, liberais e progressistas. O que nos une na diferença é o respeito à Constituição, aos valores comuns que compartilhamos e que estão nela inscritos. A democracia só não tem lugar para quem pretenda destruí-la. Com a benção de Deus, Deus de verdade do bem, do amor do respeito ao próximo, com a benção de Deus e a proteção das instituições, um presidente eleito democraticamente pelo voto popular tomará posse no dia primeiro de janeiro de dois mil e vinte três”, afirmou anda o presidente do TSE.

A verdade é que não podemos permitir que as instituições sejam destruídas para encobrir no nosso fracasso econômico e social. Nosso desprestígio no exterior é maior que o desemprego, do que a inflação e o dólar.  Na democracia existe lugar para todos, conservadores ou progressistas, mas não para quem quer destruí-la.

E se quem pede por intervenção militar hoje for atendido, no futuro não poderá pedir por democracia.

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest