Veja alguns traços de personalidade que indicam QI alto

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Quando pensamos em pessoas muito inteligentes geralmente lembramos de intelectuais, tímidos, nerds, pessoas que usam óculos e não largam os livros, geeks e aqueles que gostam de filmes de heróis e colecionam quadrinhos.

Mas isso está mais ligado a um estereotipo do que à realidade. De acordo com a ciência, quem tem o QI alto pode apresentar outros traços que fogem desses estereótipos. Será que você tem algum deles? Vamos ver.

Ler muito

Sabemos, parece óbvio. Mas pessoas inteligentes gostam de ler. Além disso, foi comprovado que a leitura em si aumenta a inteligência. O que faz sentido, porque aumenta as referências.

 

Modéstia

É o efeito Dunning-Kruger :começou com a descoberta de que os alunos mais eficientes subestimavam sua competência porque achavam as tarefas fáceis, enquanto estudantes com um QI menor superestimavam sua competência. Em outras palavras: quanto mais sabemos, mais sabemos que nada sabemos.

 

Falar palavrões

A sociedade tem como regra acreditar que as pessoas que usam palavrões têm um vocabulário limitado para se expressar de outra forma. No entanto, estudos demonstraram que os palavrões podem mostrar um uso mais inteligente da linguagem como um recurso adicional para maximizar a eficácia da comunicação.

 

Empatia

Por um bom tempo, os especialistas consideraram o QI (quociente de inteligência) e a inteligência emocional como coisas separadas, e tornou-se um estereótipo que as pessoas inteligentes não tinham habilidades sociais. A surpresa é que pesquisas recentes demonstram que pessoas com QI alto também possuem QE alto em empatia.

Pessoas altamente inteligentes são sensíveis e boas em se conectar com os sentimentos das outras. Geralmente se interessam pelo outro.

 

Autocontrole

Pessoas com QI mais alto controlam melhor os impulsos, geralmente com um melhor senso de planejamento, objetivos e premeditação.

As pessoas com QI mais alto preferem esperar por uma recompensa maior a longo prazo do que ter uma recompensa menor imediatamente. Foi isso que mostrou uma experiência.

Curiosidade

Uma curiosidade insaciável está ligada a um QI alto, o que faz sentido porque se alinha à paixão pelo aprendizado.

 

Gostar de ficar sozinho

Um estudo de 2016 publicado no British Journal of Psychology sugere que pessoas mais inteligentes apreciam a solidão, porque tem a ter menos prazer na socialização.

 

Pensar fora da caixa

Muitas pessoas inteligentes já foram consideradas estranhas ou arrogantes porque quebram regras, padrões de pensamento e tradições. Mas ver as coisas de uma maneira diferente e quebrar padrões são alguns dos fatores que ajudam na evolução.

 

Ser bagunceiro

Uma mesa caótica costumava ser um sinal de uma mente bagunçada, mas estudos recentes sugerem que isso pode ser um sinal de QI alto.

Em um projeto de pesquisa de 2012, a Universidade de Groningen, na Holanda, descobriu que a desorganização força o cérebro a se concentrar mais.

 

Ser observador

Segundo os psicólogos, trata-se de como o cérebro processa informações e pessoas altamente inteligentes passam mais tempo preocupadas com o que estão observando do que com o que aparenta ser.

 

Ser criativo

Inteligência e criatividade são vistas como coisas separadas porque são controladas por lados opostos do cérebro. Mas pessoas com QI alto usam essas duas qualidades juntas.

Até Albert Einstein disse que a capacidade de imaginar é mais importante que o conhecimento: ‘Pois o conhecimento é limitado, enquanto a imaginação abraça o mundo inteiro, estimulando o progresso, dando nascimento à evolução’.

 

Ser notívago

Ficar acordado até de madrugada e acordar tarde costumam ser vistos como a antítese do sucesso, mas alguns psicólogos sugerem que os mais inteligentes enganam seus relógios biológicos.

 

Estar ciente dos limites

As pessoas realmente inteligentes melhores em reconhecer seus limites.

Elas não têm medo de admitir que não sabem. Isso está relacionado à curiosidade, porque admitir que você não sabe algo fica mais fácil quando se realmente quer aprender.

 

Ser Mente aberta

Quem tem QI mais alto é mais receptivo a novas ideias. Isso se deve em parte ao fato de não aceitarem as coisas pelo que aparentam ser e preferem examinar todos os lados.

 

Confiar em seu julgamento

Depois que tomam uma decisão as pessoas inteligentes provavelmente não serão influenciadas, já fizeram uma escolha ponderada e calculada.

Gostar de gatos

Quem tem cães provavelmente é mais ativo e social, mas alguns psicólogos sugerem que os donos de gatos tendem a ter QI mais alto, são mais introvertidos e sensíveis.

 

Ser Engraçado

Em 2011, pesquisadores da Universidade do Novo México descobriram que escritores cômicos tinham altos escores de inteligência verbal, e um estudo de acompanhamento descobriu o mesmo resultado em comediantes de stand up.

 

Ter humor ácido

Um estudo de 2017 descobriu que as pessoas que tiveram uma pontuação mais alta nos testes de inteligência verbal e não verbal têm maior probabilidade de apreciar e entender o humor ácido.

 

Ser Generoso

Pessoas com QI mais alto são mais generosas porque têm mais recursos e tendem a se preocupar mais com o bem público e com as pessoas.

 

Falar sozinho

Não, não é sinal de loucura, quem fala sozinho possui o raciocínio rápido e precisam se ouvir.

 

Ansiedade

Pessoas com QI alto possuem mais preocupações sociais, o que traz mais ansiedade. Mas isso ainda é uma possível conexão.

Ser o filho mais velho

O estudo do Instituto de Saúde Ocupacional da Noruega sugere que as crianças mais velhas são geralmente as mais inteligentes por causa de como eles são criados.

 

Capacidade de adaptação

Pesquisas psicológicas dizem que a inteligência depende de ser capaz de mudar seus próprios comportamentos a fim de lidar com mais eficiência com seu ambiente. Lei da Evolução, não é?

 

Quantas características de pessoas com QI alto você possui? Será que você é um gênio? É claro que essas características não são uma regra, são apenas indícios. Se você não possuir essas características, não se decepcione. Mas pode começar a ler mais e a tentar ter mais empatia pelos outros!

 

Fonte: msn

 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest