Por que o Dia contra a Violência contra as Mulheres é comemorado em 25 de novembro?

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Todos os anos, em 25 de novembro é comemorado o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher: um dia em que lembramos que diariamente, até hoje, há casos de abusos físicos e psicológicos de muitas mulheres em todo o mundo.

Mas por que exatamente no dia 25 de novembro a violência contra o gênero feminino é lembrada?

Instituída em 17 de dezembro de 1999 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, com a resolução 54/134, a escolha da data de hoje não é acidental, pois está ligada ao assassinato de três irmãs ativistas políticas da República Dominicana . Uma história que começou em 1960, quando ainda eram poucas as Las Mariposas , aquelas que com extrema coragem se opunham à ditadura em defesa dos direitos das mulheres.

Por que 25 de novembro é o dia contra a violência contra as mulheres

Mirabal

A Istat realizou a primeira pesquisa com 281 centros antiviolência na Itália, segundo a qual, em 2017, 43.467 mulheres (15,5 por 10 mil) procuraram centros antiviolência. 67,2% já iniciaram um caminho de fuga à violência (10,7 por 10 mil). Entre os que iniciaram esse caminho, 63,7% têm filhos, sendo menores em 72,8% dos casos.

O que isto significa? Que a batalha ainda é longa e que a memória daquelas três irmãs não deve desaparecer.

Eram as irmãs Mirabal: Patria, nascida em 1924, Minerva, de 1926, e María Teresa, a caçula, nascida em 1935, que cresceu com a irmã Bélgica Adela e os pais em Ojo de Agua , uma fração de Salcedo. Foi a época ditatorial de Rafael Leónidas Trujillo que, tendo chegado ao poder em 1930 por meio de eleições fraudulentas e com a ajuda dos Estados Unidos, aplicou ao longo do tempo uma dura repressão aos seus inimigos: foram cerca de 50.000 que, entre adversários políticos e amotinados , foram executados injustamente. Foi criado um verdadeiro culto à sua personalidade, tanto que o nome da capital mudou de Santo Domingo para Ciudad Trujillo.

Em janeiro de 1960, Minerva realizou em sua casa a primeira reunião de conspiradores contra o regime, levando ao nascimento da organização revolucionária clandestina Movimento 14 de Junio, cujo presidente era seu marido Manolo Tamarez Justo. As Irmãs Patria e Maria Teresa também aderiram ao movimento na esperança de que os seus filhos pudessem ter um futuro melhor, apelidando-se de “Mariposas”, Borboletas.

A obra revolucionária deles foi eficaz e penosa, tanto que o ditador em visita a Salcedo declarou que tinha apenas dois problemas: a Igreja Católica e as irmãs Mirabal.

O movimento foi descoberto pela polícia secreta de Trujillo, o Serviço de Inteligência Militar, e em 18 de maio de 1960 Minerva, María Teresa e seus maridos foram presos por sedição. Muitas das prisioneiras foram enviadas para uma prisão de tortura e morte, enquanto as irmãs foram libertadas alguns meses depois e os maridos permaneceram presos.

Em 25 de novembro de 1960, as irmãs Mirabal, acompanhadas do motorista Rufino de la Cruz, saíram para visitar seus maridos na prisão, na companhia de sua irmã Patria, que queria acompanhá-las embora seu marido estivesse trancado em outra prisão. Interceptados no caminho de volta por agentes do SIM, eles foram conduzidos a um canavial e sofreram torturas cruéis. Cobertos de sangue, marcados por feridas de faca, foram estrangulados, colocados de volta no carro em que viajavam e jogados em um precipício com o objetivo de simular um acidente.

Hoje, essas três irmãs dominicanas são um ícone da oposição à violência, lembradas em monumentos, escolas, ruas, festivais e associações culturais e até mesmo destaque em uma nota de banco da República Dominicana. Por fim, uma das 32 províncias dominicanas, a antiga Salcedo, passou a se chamar Provincia Hermanas Mirabal desde 2007.

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest