A Disney vai construir um bairro residencial surreal no deserto de Coachella Valley com hotéis, praias e shopping centers

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Sunny Valley era muito amado por Walt Disney, tanto que assim que pôde passou um tempo ali, longe dos estúdios de Los Angeles. Ao longo dos anos a zona tornou-se famosa por outro motivo, nomeadamente aquela zona do vale que dá nome a um dos festivais de moda musical mais conhecidos da fábrica, o Coachella. Agora voltamos a falar dessa área para o anúncio da Disney: a construção do Cotino, o primeiro projeto assinado pela Storyliving pela Disney.

Disney Twee

O projeto de um lugar supraral

Serão 1.900 unidades residenciais em uma área de 250 hectares para famílias de todas as idades, incluindo adultos com 55 anos ou mais – uma nova forma de inclusão vem à mente com amargura – para uma realidade híbrida: um bairro gigantesco para uso de ambos moradores o de visitantes, pois haverá lojas, restaurantes, hotéis, um parque verde na praia. Sim a praia porque o projeto também prevê a existência de uma lagoa em torno da qual se desenvolverão ruas e várias áreas deste bairro com a marca Disney. Os preços das várias casas não são conhecidos no momento.

A magia do consumismo

As casas não serão construídas pela marca de animação, mas sim confiadas a empresas especializadas. A empresa do rato mais famoso do mundo cuidará de outra coisa, que é espalhar a magia: os chamados Imagineers, engenheiros da imaginação, vão gerir toda a parte criativa e a experiência que será vivida por quem também vai como convidado naquele vale fora do mundo e fora do tempo. Outros profissionais cuidarão da programação de bem-estar, entretenimento, atividades aquáticas a serem vendidas com um passe de dia, e aulas de culinária. Uma coisa não estará lá em Cotino: a presença dos personagens icônicos criados ao longo dos anos, porque este é um projeto de expansão diferente dos vários resorts erguidos junto aos disenyworlds existentes. Estão criando, ou pelo menos tentando, criar uma vila agradável onde tudo é organizado e digitalizado para sempre divertir, obviamente se você pagar.

Os primeiros protestos tímidos

Mas nem tudo o que reluz é ouro. Por um lado, há o prefeito da cidade, emocionado pelas notícias: de uma primeira estimativa, a renda deve ser decididamente generosa. Fala-se de um faturamento anual de mais de US $ 8 milhões por ano, a maior parte proveniente de impostos sobre vendas de imóveis, estadias em hotéis e outras vendas. Por outro lado, as autoridades da cidade que disseram que só aprenderam sobre o projeto durante uma reunião com os desenvolvedores.

E ao lado deles também começamos a elevar os primeiros protestos dos residentes, preocupados com a exploração da área, dos possíveis aumentos generalizados, de tráfego que ajudaria a minar a tranquilidade da área. Os técnicos do projeto respondem com promessas de desenvolvimento rodoviário para regulamentar estradas, o uso de tecnologias modernas para conter o impacto ambiental. Certamente construindo uma vila de marca Disney no meio do deserto dificilmente será capaz de travar essas preocupações compreensíveis.

Fontes: Disney Company

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em Ciências do Patrimônio Cultural, editora web desde 2008 e ilustradora desde 2018, publicou "O sonho no tempo" para a Editore Giochidimagia. Com SpiceLapis ela criou "Memento Mori, um guia ilustrado para os cemitérios mais bizarros do mundo".
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest