General do Exército brasileiro ajudou mineradoras canadenses a atuarem na Amazônia

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Há mais de dez anos o grupo do banco canadense Forbes & Manhattan (F&M) tenta liberar os licenciamentos ambientais de suas mineradoras na Amazônia, Belo Sun e Potássio do Brasil. Mas via seus projetos barrados pois eles impactam assentados, indígenas e ribeirinhos no Amazonas e no Pará.

Com a entrada do Governo Bolsonaro (PL), o grupo se aproximou de membros ligados às Forças Armadas no Executivo, chegando até o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB) —com quem tratou diretamente, em reuniões exclusivas em Brasília, segundo um conjunto de documentos obtidos pela Agência Pública.

Nos encontros, o general de brigada do Exército Cláudio Barroso Magno Filho atuou pelos interesses de F&M e suas mineradoras junto à cúpula do governo.  Magno Filho entrou no ramo de consultorias e venda de equipamentos para as Forças Armadas e empreiteiras nos anos 2000, quando entrou paraa reserva. Desde 2019, o militar atua em prol do F&M no Brasil.

Os planos da Belo Sun

Belo Sun planeja construir a maior mina de ouro a céu aberto do mundo na Volta Grande do Xingu, a mais de 800 km de Belém (PA). Caso consiga, a companhia canadense instalará em Senador Porfírio (PA) uma barragem de rejeitos maior que a da Vale rompida em Mariana (MG).

“Da parte do governo, há uma pressão para liberar o projeto Volta Grande”, diz Elisângela Côrtes, defensora pública que coordena o núcleo regional de Direitos Humanos em Altamira (PA) e atua no caso. “Para nós, o projeto é inviável acima de tudo, seja pela perspectiva social, seja pela ambiental”, diz.

Os planos da mineradora ligada ao F&M caminharam conforme o general  de brigada Barroso Magno envolveu-se nas tratativas. A agenda oficial o coloca nas conversas de Belo Sun com o governo Bolsonaro desde 2019. Em setembro daquele ano ele esteve reunido, em nome de Belo Sun, com a cúpula da secretaria de Geologia e Mineração do ministério de Minas e Energia. Já em maio de 2021, novo encontro com o governo, mais uma vez com a presença de Barroso Magno em nome da mineradora canadense.

O encontro mais recente de Barroso Magno com o governo se deu na véspera de um acordo de Belo Sun com o Incra, em 25 de novembro de 2021.

Um dos materiais obtidos pela reportagem, porém, credita Cláudio Barroso Magno Filho como “vice-presidente de relações governamentais” do grupo canadense no Brasil.

“Não sou lobista de abre portas, mas de desenvolvimento de projetos: fui contratado, de certa forma, pela minha experiência com gestão”, afirmou o militar.

A nova política permite ao governo atuar “na articulação necessária para minimizar riscos e solucionar conflitos que venham a ser identificados” nos projetos, dando “apoio ao licenciamento ambiental” das companhias aprovadas – como no caso das mineradoras da F&M.

O governo executa a Pró-Minerais Estratégicos por meio de um comitê sem representantes do ministério do Meio Ambiente ou de suas agências, nem de outros órgãos geralmente envolvidos no licenciamento ambiental de mineradoras —como Funai, Fundação Palmares, Incra ou Iphan.

O projeto atingirá indígenas e ribeirinhos em Autazes (AM), a pouco mais de 100 km de Manaus,no encontro dos rios Madeira e Amazonas. No encontro dos rios Madeira e Amazonas, trata-se de uma área muito próxima às Terras Indígenas Jauary e Paracuhuba, do povo Mura, ambas não demarcadas pela União.

O MPF move uma ação civil pública contra a Potássio do Brasil por entender que a mineradora canadense já perfurou a área sem a devida autorização.

A licença ambiental concedida pelo estado do Amazonas não é válida porque envolve terras do povo Mura; o licenciamento é responsabilidade do Ibama e os indígenas precisam ser consultados”, afirma o procurador da República que atua no caso, Fernando Soave.

 

Fonte: noticias.uol

 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest