Estudante indiana fugitiva da Ucrânia se recusou a abandonar seu cachorro, agora ela finalmente poderá ir para casa

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Ele se recusou a deixar a Ucrânia devastada pela guerra. Não sem seu filhote de Husky Siberiano. É a comovente história de Arya Aldrin, uma estudante de 20 anos de ascendência indiana, matriculada na faculdade de medicina da Universidade Vinnytsya, que não abriu mão de nada para levar consigo sua amada Zaira, de apenas 5 meses.

De um dia para o outro, a jovem estudante se viu no meio de uma guerra aterrorizante. E enquanto seus pares fugiam imediatamente em busca de um lugar seguro na cidade ou em países vizinhos, Arya Aldrin estava ocupada obtendo os documentos necessários para o transporte de seu inseparável amigo de quatro patas.

Enquanto a Ucrânia estava sendo devastada pelos bombardeios das forças russas, a garota destemida lutou contra o sistema burocrático por documentação por dois dias. E no final ele conseguiu. Ele percorreu quase 20 km a pé na companhia de seu Husky, enfrentando o frio e o medo, para chegar à Romênia, onde pegou um voo para retornar à Índia.

“Ela recebeu o filhote Husky de alguns meses de um amigo e é muito apegada a ele. E vice versa. O cachorro nem comesua comida se Arya não estiiver por perto”, explica Chitra, prima de Arya que ficou em Kerala, estado indiano onde a estudante nasceu.

A história de Arya e Zaira rodou o mundo, se tornando viral nas redes sociais.

Arya, do distrito de Vandiperiyar, retornou ao solo indiano, deixando o campo de batalha sem abandonar seu cachorro. O amor pode salvar o mundo.

A de Arya é uma das muitas histórias tocantes vindas da Ucrânia nos dias de hoje. Há muita gente em fuga que não quis deixar para trás os amigos de quatro patas, apesar das mil dificuldades logísticas.

Fontes: Vasudevan Sivankutty (Facebook) / The Indian Express

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Graduada em mídia, comunicação digital e jornalismo pela Universidade La Sapienza, ela colaborou com Le guide di Repubblica e com alguns jornais sicilianos. Para a revista Sicilia e Donna, ela tratou principalmente de cultura e entrevistas. Sempre apaixonada pelo mundo do bem-estar e da bio, desde 2020 escreve para a GreenMe.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest