Uma disputa entre Bruxelas e Lovaina durou 700 anos por causa de… uma árvore!

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Entre os cidadãos de Bruxelas e os de Lovaina há uma disputa que dura séculos, a ponto de ter sido declarada Patrimônio Imaterial pela UNESCO: é o Meyboom, tradição que envolve o plantio de uma árvore em um ponto estratégico da capital belga.

A tradição de Meyboom parece ter começado em 1308: todos os anos, desde essa data, em 9 de agosto são plantadas as duas árvores – por ocasião de San Lorenzo (10 de agosto). Os membros da empresa San Lorenzo escolhem uma árvore adulta na floresta próxima de Sonian, que tem características muito específicas: frondosa, com mais de 13 metros de altura e pesando mais de 600 quilos.

A árvore é cortada e transportada nos ombros pelos Bûûmdroegers através de dois municípios (Schaerbeek e Saint-Josse-ten-Noode) antes de chegar a Bruxelas onde, acompanhada pela procissão dos cidadãos e a banda musical, a árvore deve ser plantada por 17 :00 – caso contrário a cidade perderia os direitos à tradição e no ano seguinte a batuta passaria para a rival Leuven.

A árvore não esava realmente plantada, mas sim encravada no chão na esquina da Rue des Sables com a Rue du Marais, para ser removida no dia seguinte. Após a cerimônia de plantio, a festa continua com danças e canções até a noite.

Desde 2008 que a tradição Meyboom é reconhecida como Obra Prima do Património Oral e Imaterial da Humanidade pela UNESCO, mas qual é a origem desta bizarra tradição secular?

Sabe-se que, no início do século XIII, durante um casamento irrompeu uma briga nos arredores de Bruxelas que envolveu também alguns habitantes da vizinha Lovaina. Os estrangeiros estavam em vantagem, mas a intervenção dos membros da Compagnia di San Lorenzo para ajudar os cidadãos foi providencial e os ajudou a vencer a disputa.

Para comemorar esse acontecimento, o Duque de Brabante instituiu a tradição de plantar uma árvore todos os anos, precisamente por ocasião da festa de São Lourenço, mas com uma condição: a árvore deve ser plantada antes das cinco da tarde, se a cidade de Bruxelas não quiser perder os direitos à tradição e vendê-los a Lovaina.

A tradição sofreu então uma mudança em tempos muito recentes: em meados dos anos setenta do século passado, um grupo de cidadãos de Lovaina roubaram a árvore escolhida pelos cidadãos de Bruxelas para respeitar o rito tradicional com um dia de antecedência, para plantá-la em o próprio território municipal, precisamente na zona do mercado da cidade.

Apesar do insulto, os cidadãos de Bruxelas não desanimaram: escolheram outra árvore, cortaram-na e plantaram-na no local habitual, conforme a tradição. Desde então, tanto em Lovaina como em Bruxelas, uma árvore é plantada neste dia, para observar a tradição e sua recente inovação.

 

Fonte: Meyboom

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Com 25 anos e licenciada em Línguas Estrangeiras. Sempre esteve atenta às questões ambientais e visando um estilo de vida eco-sustentável. No seu pequeno caminho tenta minimizar a pegada ambiental com escolhas responsáveis, respeitando a natureza que a cerca.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest