A pequena nativa é uma concentração de doçura, enquanto mostra orgulhosamente a cultura do seu povo

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Ela só tem três anos de idade, mas já é um símbolo da cultura indígena. Estamos falando da meiga Joelaine da Silva Cotócio, que, vestindo roupas tradicionais, nos mostra com orgulho que pertence a uma tribo. Ela posa com o irmão mais novo e com os animais considerados sagrados pela tribo, que vivem em simbiose com os nativos.

Joelaine é espontânea e simpática porque, além de ser uma menina linda, ainda nos conta sobre a cultura e tradições do seu povo pelas fotos. Com menos de um metro de altura, usando roupas indígenas em sua vila, Joelaine é fotografada pelo seu pai, Jonailson Gonçalves Cotócio, que diz: “Nossa cultura é e sempre será importante. Temos nossa própria dança, pintura e artesanato”.

pequena-nativa

@CAMPO GRANDE NEWS

A menina parece fazer parte da natureza. Como sabemos, para as tribos indígenas, a Mãe Terra é sagrada e ativistas frequentemente dão a sua vida para protegê-la. Sorrindo enquanto posa com uma arara ou fazendo biquinho quanto está sozinha, Joelaine conquistou a todos.

pequena-nativa

@CAMPO GRANDE NEWS

O povo Terena é uma tribo indígena brasileira que vive em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e em São Paulo. Em 2013, um grupo de centenas de Terenas reintegraram uma parte das terras consideradas pertencentes aos seus ancestrais. O terreno de um fazendeiro local foi o centro de uma batalha que durou meses, e que também foi responsável pelo despejo e assassinato de Osiel Gabriel, de 35 anos. Felizmente, a tribo Terena conseguiu recuperar o controle da área onde as aldeias estão localizadas hoje. Por tudo isso, Joelaine é também um símbolo de uma cultura que resiste. De acordo com seu pai, ela está sempre sorrindo e ama animais, como as araras.

pequena-nativa

@CAMPO GRANDE NEWS

São duas azuis e uma vermelha. Elas se dão bem com a gente e minha filha está apaixonada por elas. Ela se tornou a mãe sagrada dos animais, é uma criança amorosa”, explica o pai. Recentemente, a menina viu fotos dos nativos em um website da aldeia e pediu ao pai para fotografá-los. “Fiquei surpreso com o resultado. A pintura é um símbolo da nossa beleza, através da qual podemos mostrar quem nós somos”.

Fonte: Campo Grande News

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest