Um cão pode mudar a vida de uma criança com espectro autista

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Um cão pode realmente mudar a vida de uma criança com espectro autista e existem várias associações que ajudam a confiar um amigo peludo treinado especificamente para o efeito.

Lucas tem seis anos e foi diagnosticado com autismo, mas há semanas ele teve Vinnie ao seu lado, um cão de serviço que o está ajudando muito nas relações sociais. Em pouco tempo, eles se tornaram dois amigos inseparáveis.

Já conhecemos o extraordinário poder dos animais. Não é só uma questão de amor, porque os cães-guia podem realmente ser fundamentais na superação de dificuldades, sejam elas motoras, físicas ou relacionadas a outros tipos de enfermidades. A história de Lucas é um exemplo, mas poderíamos relatar muitos outros.

Vinnie é um cão de assistência autista que foi treinado na Tasmânia como parte de um programa experimental e entrou na vida de Lucas apenas quatro semanas atrás. Mas os pais não têm dúvidas, como este cachorrinho ao lado da criança, ele parece mais calmo e dorme na sua própria cama, o que nunca aconteceu antes.

“A chegada de Vinnie permitiu que Lucas se sentisse seguro em sua cama, o que nenhuma outra intervenção especializada foi capaz de fazer até agora. Os benefícios foram imensuráveis”, dizem os pais.

Mas não só isso, o casal conta que Lucas demorava de quatro a cinco horas para se recuperar de um colapso nervoso, agora, em apenas vinte minutos, a situação volta ao normal. Também houve melhora na concentração, que passou de cinco ou dez minutos para uma hora. Uma boa mudança e suporte para o equilíbrio desta criança.

O autismo é um distúrbio do neurodesenvolvimento que envolve linguagem, comunicação e interação social. Leva a comportamentos repetitivos e estereotipados, sensibilidade a ruídos e sons, nos casos mais graves a comportamentos agressivos e autolesivos. A presença de um amigo de quatro patas, segundo os especialistas, pode ajudar a criar relacionamento bem intenso. Os cães já são seres especiais que se sintonizam com os humanos, mas aqueles treinados para estar perto de pessoas com autismo têm duas tarefas: vigiar e mediar. Como dissemos, o cão deve ser treinado por profissionais, deve ter a disposição certa que respeite também o seu bem-estar. Por este motivo, nem todos os cães são adequados para esta função, por outro lado, se podem ser realmente úteis para as crianças,

“O cão-guia é capaz de acompanhar uma criança autista como um cão para cegos, ou seja, parando em um degrau ou em uma travessia de pedestres, entrando em um elevador ou atravessando um shopping cheio de gente e obstáculos, sempre mantendo eu levo em relatar os tempos do companheiro de caminhada, lembrando que o cotidiano não é enfrentado sozinho, mas sempre a dois. Poderá conseguir abrir as portas da casa em situações de necessidade”, explica a associação Puppy Walker ODV que é uma organização sem fins lucrativos que tem como objetivo doar cães-guia a deficientes visuais e cegos, cães de assistência para outras deficiências.

Para resumir, como a criança autista e sua família podem se beneficiar com um cão de companhia para crianças com autismo?

  • Ajuda no relacionamento com o mundo exterior
  • Dá emoção na vida cotidiana
  • Torna-se um valor agregado para toda a família
  • Ajude a criança a ser independente

Como proceder para adotar um cão de assistência autista? Você pode contatar a associação Magnus aqui, para mas informações.

Você conhece outras?

Fonte: ABC / Assinistra il cane / Cão-guia / Blindenhundeschule

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest