Conheça os doadores de carinho para bebês e como eles atuam

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Nos Estados Unidos eles são chamados de “doadores de carinho”, aqueles que dedicam parte do seu tempo para acariciar os recém-nascidos. A missão deles é: curar um bebê recém-nascido de um trauma. Seja prematuro, em cuidados intensivos ou, infelizmente, abandonado, esse pequeno ser maravilhoso receberá abraços calorosos e palavras doces.

Porque só uma coisa é verdade: o valor de um carinho não tem preço, principalmente para os pacientes mais jovens. E para os pais, saber que seu filho está recebendo atenção genuína pode proporcionar um tremendo alívio e permitir que eles se recuperem do parto.

Se o pequeno também tem um desconforto ou uma pequena dor que o agarra, nada é mais poderoso do que um abraço. Essa onda de amor incondicional é capaz de fazer milagres e de ter um efeito analgésico genuíno. E a ciência confirma isso.

O poder dos abraços

O mantra a repetir é: dê tanto poder aos carinhos. Porque? O motivo é simples: o carinho auxilia no desenvolvimento do cérebro dos pequenos, além de transmitir muito carinho. Separar o bebê da mãe pode fazer com que os momentos mais amorosos falhem e também pode atrapalhar a evolução do cérebro do bebê.

A pesquisa mostrou uma conexão direta entre os cuidados maternos e a produção do neurotransmissor serotonina, dois fatores conhecidos por estarem crucialmente envolvidos no desenvolvimento do cérebro. Quanto mais serotonina tivermos em nossa circulação, maior será nosso grau de realização, satisfação e bem-estar psicofísico.

Luz verde, portanto, para adoçar aproxima-se com um pequeno: por outro lado, o afago  já era conhecido por  poder deixar um rastro claro nos genes dos pequenos , influenciando seu crescimento. Além disso, outras pesquisas mostraram como alimentar seus filhos em idade pré-escolar com muito amor lhes garantiria um crescimento mais robusto nas estruturas cerebrais relacionadas ao aprendizado, memória e resposta ao estresse.

O que os doadores de carinho fazem?

De Le coccole di mamma Irene em Turim à Unidade de Neonatologia e Terapia Intensiva Neonatal do hospital Sant’Orsola em Bolonha, passando por Parma, Rimini e por toda a Itália, são numerosas as associações de voluntários que se entregam a uma tarefa muito importante : aproximar essas pequenas vidas de forma amorosa e discreta, abraçando e embalando os recém-nascidos para fazê-los sentir-se protegidos, mimados e amados.

O que você precisa fazer para se tornar um doador de carinho?

Geralmente, é preciso muito amor!

Por aqui é comum as pessoas apadrinharem alguma criança. O processo de apadrinhamento também é simples e dispensa vínculos jurídicos. O padrinho/madrinha pode escolher uma criança e auxiliá-la tanto no seu desenvolvimento escolar como pessoal. É possível ajudar nas tarefas do colégio, levar para passear, acompanhar em consultas e etc.

Se você se interessou e também que ajudar uma criança, acesse o Portal Padrinho Nota 10, uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivo divulgar projetos e orfanatos ligados a crianças e adolescentes carentes. No site, você também encontra uma lista de orfanatos para realizar doações, instruções de como apadrinhar ou adotar uma criança, além de auxílio para participar de projetos voluntários.

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest