Sete seleções europeias deixarão de utilizar braçadeiras ‘ONE LOVE’

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A Fifa avisou às seleções que capitães que utilizarem a braçadeira na partida serão penalizados esportivamente (com cartão amarelo) antes mesmo de a partida começar, além de uma multa financeira.

Você não quer que o capitão comece a partida com um cartão amarelo. É por isso que é com o coração pesado que nós, como grupo de trabalho da Uefa… e como equipe, decidimos abandonar nosso plano”,

diz o comunicado.

“Estávamos preparados para pagar multas que normalmente se aplicariam a violações dos regulamentos do kit e tínhamos um forte compromisso de usar a braçadeira […]. No entanto, não podemos colocar nossos jogadores na situação em que possam receber um cartão amarelo ou até mesmo serem forçados a deixar o campo de jogo.”

São parte dessa decisão as seleções da Inglaterra, Gales, Bélgica, Holanda, Suíça, Alemanha e Dinamarca.

De acordo com as regras da Fifa, o equipamento da equipe não deve conter slogans, declarações ou imagens políticas, religiosas ou pessoais e, durante as competições finais da FIFA, o capitão de cada equipe “deve usar a braçadeira de capitão fornecida pela FIFA”.

Direitos LGBTQIAP+ no Catar

A atividade sexual entre pessoas do mesmo sexo é proibida pelo Código Penal de 2004 do Catar, que criminaliza atos de “sodomia” e “relações sexuais” entre pessoas do mesmo sexo. Estas disposições acarretam uma pena máxima de sete anos de prisão.

Tanto homens quanto mulheres são criminalizados sob esta lei.

A Human Rights Watch documentou seis casos de espancamento grave e repetido e cinco casos de assédio sexual sob custódia policial entre 2019 e 2022 no país.

Por esses e outros fatores, as principais seleções europeias tinham entrado em consenso para utilizar a braçadeira como uma forma de demonstrar apoio às pessoas LGBTQIAP+.

Fonte: G1
Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest