Por que você não deve descartar as sementes (e a casca) das uvas, pequenos baús de bem-estar

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

As sementes da uva são pequenas, crocantes e cheias de propriedades benéficas à saúde, mas a maioria de nós as descarta.

A mesma coisa vale para a casca: ela é um concentrado de substâncias antioxidantes.

As sementes e a casca das uvas podem ser comidas

Muitas pessoas descartam as sementes de uva porque as consideram amargas ou porque acreditam que não podem ser comidas.

Na verdade, as sementes de uva são comestíveis, têm sabor neutro e possuem diferentes propriedades para o nosso bem-estar. Basta pensar no precioso óleo de semente de uva e nos extratos com os quais os suplementos são produzidos. Todos nós podemos consumir sementes de uva e nos beneficiar de suas propriedades.

Até a casca da uva, que eliminamos por ser menos macia que a polpa, traz benefícios ao nosso corpo. Em particular, a casca das uvas pretas ou vermelhas nunca deve ser descartada.

Vamos ver quais são as propriedades das sementes e da casca das uvas e por que devemos comê-las.

Vida longa e saudável ​​graças aos flavonóides

As sementes e a casca da uva contêm flavonóides, moléculas conhecidas por sua ação antioxidante, ou seja, capazes de neutralizar a ação nociva dos radicais livres, interrompendo as reações oxidantes que envolvem as células do nosso corpo.

As substâncias antioxidantes nos permitem envelhecer mais lentamente e melhor, beneficiando todos os nossos órgãos e protegendo-nos de uma variedade de distúrbios e doenças nas quais o estresse oxidativo está envolvido.

Comer alimentos ricos em flavonóides, como sementes e cascas de uva, nos permite ter uma pele mais jovem, cabelos mais saudáveis ​​e uma aparência melhor, mas também nos manter saudáveis ​​por mais tempo.

Sementes e cascas de uva são antiinflamatórios naturais

Os flavonóides contidos nas sementes e na casca das uvas também têm ação antiinflamatória, além de antioxidante. Isso significa que, consumir sementes e cascas de uva pode ajudar a reduzir os estados inflamatórios do corpo, responsáveis ​​por muitas doenças.

Além disso, as sementes e a casca da uva são conhecidas por suas propriedades de afinamento do sangue: consumi-las pode melhorar a saúde do cérebro e a dos vasos sanguíneos.

A ação antiinflamatória do grão e da casca da uva, aliada à ação antioxidante e fludificante, pode, por exemplo, proteger contra o aparecimento de doenças neurodegenerativas e cardiovasculares, diminuindo o risco de tumores.

O resveratrol, um fenol não flavonóide presente na casca das uvas pretas também protege contra doenças cardiovasculares, como ataque cardíaco e derrame,

Pernas mais leves com sementes e pele de uva

A ingestão de proantocianidinas presentes nas sementes e na casca da uva é capaz de neutralizar o inchaço dos membros inferiores.

Aqueles que levam uma vida sedentária ou passam muitas horas em pé ou sentados no trabalho, podem sofrer de inchaço e uma sensação de peso nas pernas no final do dia.

Essa doença pode ser aliviada consumindo sementes e cascas de uva, o que é mais uma razão para comê-las, não descartá-las.

Fontes: Nutrients / SCI / Nutrients 2 / Int. J. Mol. Sci. / Advances in Nutrition

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest