Quem tem pupilas grandes possui mais habilidades cognitivas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O tamanho das pupilas é um sinal de inteligência: de acordo com um recente estudo americano, existe uma correlação surpreendente entre o tamanho das pupilas e o reconhecimento de habilidades cognitivas.

Diz-se que os olhos são o espelho da alma, mas novas pesquisas afirmam que eles também podem ser uma janela para o nosso cérebro. Talvez nem todos saibam disso, mas as pupilas são extremamente sensíveis – e não apenas à iluminação, mas também às nossas emoções, excitação ou fadiga mental.

Agora, um novo estudo sugere que o tamanho da pupila está intimamente relacionado às diferenças individuais de inteligência: na prática, quanto maiores as pupilas de uma pessoa, mais inteligentes elas são (em termos de raciocínio, atenção e memória). Por “tamanho” da pupila, queremos dizer o diâmetro do círculo preto no centro do olho, que pode variar de dois a oito milímetros; a pupila é então circundada por uma área colorida, a íris.

Os pesquisadores conduziram vários estudos em grande escala para chegar a essa conclusão, envolvendo mais de 500 voluntários com idades entre 18 e 35 anos. Eles mediram o tamanho da pupila enquanto olhavam para a tela de um PC por alguns minutos.

Após a medição, os participantes completaram uma série de testes cognitivos com o objetivo de medir seus níveis de ‘inteligência fluida‘ (a habilidade de raciocinar em situações sem precedentes), memória e ‘ controle da atenção ‘ (a habilidade de focar a atenção entre distrações e interferências). Surpreendentemente, os voluntários com uma largura de pupila maior demonstraram níveis mais elevados de inteligência fluida, atenção e memória. Infelizmente, porém, o tamanho das pupilas também está ligado à idade: quanto mais você envelhece, suas pupilas ficam menores (mesmo que a relação com a inteligência permaneça constante).

Mas por que a inteligência está ligada ao tamanho das pupilas? Sabemos que o tamanho das pupilas está ligado à atividade no locus coeruleus, uma parte do tronco cerebral superior que regula os processos de percepção, atenção, aprendizagem e memória (um mau funcionamento desta seção do cérebro foi observado, por exemplo, em Pacientes com Alzheimer). A hipótese dos pesquisadores é que pessoas que têm pupilas maiores têm maior controle dessa área do cérebro, o que leva a benefícios no desempenho cognitivo e, em geral, no funcionamento de todo o sistema nervoso.

Fonte: Science Direct

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest