Deficiência de vitamina B12: sintomas, riscos e como atender às necessidades diárias

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

As gestantes costumam ser as mais atentas à ingestão correta de vitamina B12, pois sua deficiência poderia limitar o crescimento do feto, mas todos devemos dar a devida importância a este elemento, pois os problemas de saúde relacionados à sua deficiência são numerosos e muitas vezes insuspeitados.

O papel que a vitamina B12 desempenha em nossa saúde é frequentemente subestimado. Isso ocorre porque a ingestão desse elemento é muitas vezes tida como certa e não se dá muita atenção aos alimentos (ou suplementos) que podem contê-lo. É uma vitamina de origem exclusivamente animal, produzida no aparelho digestivo de animais que se alimentam de plantas.

Aqueles que seguem uma dieta vegetariana ou vegana, portanto, são forçados a ingeri-la por meio de suplementos e suplementos dietéticos. Deve-se dizer a esse respeito, infelizmente, que mesmo animais criados para nutrição humana frequentemente recebem suplementos de B12 porque a dieta a que são submetidos (composta de alimentos químicos e não, como deveria ser, de grama e milho) não permite que sintetizem esta vitamina.

Existem muitas doenças que podemos enfrentar se nossos níveis de vitamina B12 estiverem muito baixos. Em primeiro lugar, não é incomum que surja fadiga, cansaço, dormência muscular, dores de cabeça e problemas oculares, como espasmos involuntários e espasmos das pálpebras (especialmente se a deficiência durar muito tempo).

Além disso, de acordo com estudos recentes, uma deficiência deste elemento também pode causar problemas no sistema digestivo – nos vários tecidos e órgãos cuja saúde depende diretamente de uma correta ingestão diária de vitaminas B: uma baixa ingestão de B12, de fato, dificulta função intestinal com consequências graves.

Alguns sintomas comuns de deficiência de vitamina B12:

  • Formigamento ou dormência nos músculos e pés
  • Habilidades motoras prejudicadas
  • Função cognitiva prejudicada
  • Perda de visão
  • Falta de ar
  • Perda de apetite
  • Problemas de digestão
  • Pele pálida

Onde, então, encontrar essa vitamina e como tomá-la da maneira certa? Como já dissemos, as principais fontes alimentares vêm do mundo animal: ovos (especialmente a gema, particularmente rica em vitamina B12), peixes como salmão e atum, mas também leite e órgãos de animais (este último deve ser consumido com moderação, porque seu consumo excessivo pode ser prejudicial à saúde).

Para quem não come carne ou segue uma dieta vegana, além dos suplementos do mercado, lembramos que a soja é um alimento muito rico em vitamina B12; além disso, frutas secas (especialmente nozes), legumes e grãos inteiros também são fontes vegetais desse elemento.

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest