Vitamina D para covid: “se não houver deficiência, é inútil e perigoso tomar suplementos”

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Existem vários estudos que ligam de alguma forma a deficiência de vitamina D a resultados mais desfavoráveis ​​no caso de covid-19. Isso não significa que possamos tomar um suplemento dessa vitamina à vontade, mesmo em altas doses, sem antes ouvir a opinião de um médico. O instituto alemão BFR alerta para os riscos.

No ano passado, falamos sobre vários estudos que examinaram o papel da vitamina D na infecção por coronavírus. As conclusões ainda não são certas, mas, tendo em vista que algumas pesquisas sustentam que suplementos específicos dessa vitamina podem ser úteis na fase preventiva, várias pessoas decidiram tomá-los de forma independente.

O Instituto Federal Alemão de Avaliação de Riscos (BFR) se manifestou recentemente sobre o assunto, explicando que, se não houver deficiência, é inútil e até prejudicial tomar um suplemento de vitamina D. Não falam das vantagens de tomar essa vitamina em condições normais e, entre outras coisas, uma sobredosagem pode expô-lo a contra-indicações graves, incluindo danos renais.

O BFR escreve em seu documento “Vitamina D, o sistema imunológico e COVID-19 “:

 “Pessoas que têm uma boa ingestão de vitamina D não demonstraram se beneficiar com a ingestão adicional de vitamina D. Uma recomendação geral para o uso de suplementos de vitamina D para prevenir a infecção por SARS-CoV-2 ou progressão grave da doença por Covid-19 é, portanto, atualmente não justificável. Tomar a decisão independente de tomar suplementos de vitamina D isoladamente em altas doses pode trazer riscos à saúde. Doses mais altas só devem ser tomadas sob supervisão médica e levando em consideração o seu status individual de vitamina D.”

O órgão alemão ressalta que quem deseja suplementar a vitamina D pode fazê-lo com uma dose diária de até 20 microgramas (800 unidades internacionais). Quantidade considerada segura e recomendada, por exemplo, para pessoas idosas e que não podem se expor ao sol todos os dias.

No caso de comprovada deficiência de vitamina D, é aconselhável consultar um médico que indicará o suplemento e a dosagem certa a tomar de acordo com sua situação específica.

Na verdade, não há dúvida de que a vitamina D é de fundamental importância para o normal funcionamento do sistema imunológico.

 “Estudos mostram que pessoas com vitamina D insuficiente têm maior risco de infecções respiratórias agudas e podem se beneficiar de suplementos.”

Em conclusão, podemos resumir que é bom verificar se você não é deficiente em vitamina D e, se necessário, agir de acordo. Mas, se não tiver problemas com os níveis dessa vitamina, é melhor evitar tomar suplementos.

Fonte: BFR

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest