Veja o melhor exercício para manter seu cérebro jovem

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

À medida que envelhecemos, gostaríamos de saber alguns segredos para manter nosso cérebro em forma e preservar nossa memória. Agora, um novo estudo identifica qual é a melhor forma de exercício para nos ajudar com isso.

Ajudar a preservar a nossa memória é um dos objetivos principais de muitas atividades que desenvolvemos na juventude com vistas à velhice. Para descobrir como funciona o mecanismo de proteção da memória e nos ajudar a manter nossas memórias pelo maior tempo possível, uma equipe de pesquisadores analisou 180 idosos considerados saudáveis, mas inativos, e os separou em 3 grupos: um primeiro grupo focado na atividade física do caminhar, um segundo se dedicou à dança, enquanto um terceiro realizou exercícios de alongamento e equilíbrio.

Os três grupos foram acompanhados pelos pesquisadores por um período de seis meses, e todos os participantes do estudo se reuniam três vezes por semana para realizar a atividade física a eles designada; além disso, o grupo de dança aumentou progressivamente a dificuldade das coreografias e exercícios ao longo da duração do experimento. Antes e depois dos seis meses do experimento, todos os participantes foram observados com imagens de ressonância magnética, bem como com testes cognitivos e cardiorrespiratórios, para ver quais os efeitos de várias formas de atividade física em seus cérebros.

Verificou-se que o exercício aeróbio é a que traz os maiores benefícios para o nosso cérebro: na verdade, as regiões do cérebro que mais sofrem com o impacto da idade avançada parecem se beneficiar mais com os exercícios aeróbicos, como dançar ou caminhar do que outras. Quanto aos grupos que se dedicavam a caminhadas e coreografias de dança, os pesquisadores observaram um aumento da substância branca no cérebro, especialmente nas áreas que desempenham um papel na formação das memórias: em particular, o grupo que fazia caminhadas melhorou a memória após o estudo e todos os participantes do grupo demonstraram melhor capacidade de relembrar velhas memórias. Por outro lado, em pessoas que fizeram exercícios de alongamento e equilíbrio, a melhora não foi tão boa.

neuroImage

Credits: NeuroImage

Em suma, depois de apenas seis meses de atividade física feita três vezes por semana, os participantes do estudo já mostraram melhorias notáveis ​​em sua saúde cerebral e habilidades de memória. Nunca é tarde para melhorar a saúde do nosso cérebro e certamente a atividade física é uma ótima maneira de fazê-lo.

 Fonte: NeuroImage

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Jornalista freelance, nascida em 1977, formada com honras em Ciência Política, possui mestrado em Responsabilidade Corporativa e Ética e também em Edição e Revisão.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest