Cápsulas de café: novo estudo confirma o efeito colateral que todos temiam (além do ambiental)

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Alguns pesquisadores destacaram como o café em cápsulas pode ser prejudicial à saúde

As cápsulas de café solúvel são muito rápidas e fáceis de usar, mas apesar disso são muito prejudiciais ao meio ambiente. Mas além disso, ainda podem ter consequências potenciais para a nossa saúde.

Na verdade, um novo estudo descobriu uma substância química que altera os hormônios e que pode ser encontrada nas cápsulas de café.

Uma equipe de pesquisadores de nutrição e engenharia da Universidade de Connecticut está atualmente analisando os efeitos do consumo de café em cápsulas plásticas para a saúde. Na revista Current Research in Toxicology, eles observaram recentemente que o café fabricado por máquinas de cápsulas pode contém os chamados desreguladores endócrinos migrados do plástico.

Esses produtos químicos estrogênicos podem imitar o estrogênio e são frequentemente encontrados em cápsulas de café de plástico e podem, como o estrogênio, perturbar a regulação endocrinológica (hormonal) do corpo.

Segundo os pesquisadores, isso pode ser resultado do processo de fermentação pelo qual passa a cápsula de plástico, quando altas temperaturas e pressões são atingidas na máquina de café. Esses fatores podem, consequentemente, levar os produtos químicos a contaminarem o pó de café em seu interior.

Espresso coffee

Por enquanto, não é hora de recorrer a reparos, pois a pesquisa ainda está em andamento e não há dados confiáveis. O que temos certeza, porém, é que estamos diariamente expostos a esses produtos químicos agora encontrados em tudo, desde copos descartáveis ​​e até mesmo no papel de recibos impressos das lojas.

Pensar em mudar de cápsulas de café de plástico para uma opção possivelmente mais saudável é uma ótima ideia; lembre-se de que, se for o caso, você não terá que jogar fora sua máquina de café: basta usar cápsulas de café reutilizáveis ​​de aço inoxidável que são fáceis de lavar e, o mais importante, não agridem o meio ambiente e a saúde.

Fonte: PubMed

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Após terminar o bacharelado e o mestrado em tradução, tornou-se jornalista ambiental. Ganhou o prêmio jornalístico “Lidia Giordani”.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest