O maior estudo do tipo diz que as máscaras ainda desempenham papel fundamental contra a Covid-19

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Muitos aconsideram um acessório irritante de usar, mas a máscara cirúrgica demonstra mais uma vez seu papel crucial no combate ao Coronavírus

Usar uma máscara cirúrgica descartável que cubra bem o nariz e a boca realmente reduz a propagação do Corovavirus. A confirmação vem de um novo estudo baseado não em testes de laboratório, mas na vida real, que também implementou ações para promover o uso do dispositivo – principalmente em áreas rurais ou em países pobres, onde o vírus ainda corre rápido (devido à lentidão da campanha de vacinação).

Embora estudos anteriores tenham ocorrido em hospitais ou laboratórios, este é o primeiro estudo que demonstra a eficácia do dispositivo no mundo “real” e em uma escala muito grande. Pesquisadores de Bangladesh e dos Estados Unidos testaram a eficácia de máscaras cirúrgicas em 600 aldeias bengalis , em mais de 342.000 adultos. No final do programa de promoção do uso do dispositivo de saúde, houve uma redução de 11,9% no aparecimento de Covid sintomática e uma redução de 9,3% na soroprevalência sintomática.

Para a realização do estudo, os pesquisadores distribuíram gratuitamente máscaras, com informações sobre sua importância e eficácia, e promoveram o uso do dispositivo na comunidade. Graças à sua ação, o uso da máscara aumentou 30% em 10 semanas. Foi interessante observar como o uso da máscara não deu aos participantes do estudo uma falsa sensação de ‘segurança’: apesar da proteção, na verdade, eles não adotaram comportamentos de risco, como falta de distância ou contato físico. De fato, os pesquisadores observaram um aumento do distanciamento social nos espaços públicos graças às suas campanhas de incentivo ao uso de máscaras.

A escolha de Bangladesh, um dos países mais populosos do Sul da Ásia, não é acidental. O incentivo ao uso de máscaras contra a disseminação do vírus é essencial em países como este, onde manter o distanciamento social pode ser difícil na maioria das vezes. Eles também são países pobres, onde a população de vilas e áreas rurais muitas vezes não pode pagar a compra desses dispositivos médicos simples, mas preciosos – apesar de uma lei do governo nacional exigir que eles o façam.

Nosso estudo mostra que usar uma máscara facial pode interromper a transmissão do SARS CoV-2 – explicam os autores do estudo. – Mas também sugere que a eficácia da filtragem pode fazer a diferença: uma máscara de tecido (artesanal) certamente é melhor do que nada, mas a proteção oferecida por uma máscara cirúrgica é muito maior.

Fonte: Innovations for Poverty Action

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest