Casos de Covid caem 35% no Brasil. Mas será isso mesmo?

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O Brasil tem registrado uma queda de 35% no número de infectados pela covid-19, diante do avanço da vacinação. Parte dos gestores de Saúde, porém, relata problemas na notificação de casos, o que afeta uma descrição mais precisa do cenário. Em São Paulo, a tendência global tem sido de redução, as falhas de notificações podem prejudicar as curvas de oscilação.

Na terça-feira, 14, a média móvel nos últimos 7 dias foi de 15.165 diagnósticos por dia – a menor desde 20 de maio de 2020. Por outro lado, na terça,  São Paulo registrou 881 novos casos. No dia anterior, apenas 337.

Coordenador Executivo do Comitê Científico que assessora o governo paulista, João Gabbardo disse que as mudanças no sistema do SUS afetaram São Paulo e que o impacto foi a queda no número de casos e óbitos.

“Nesta semana epidemiológica, que concluímos no último sábado, tivemos um número de novos casos muito pequeno e não estamos considerando como a realidade, porque teve uma queda de 70% nos casos em relação à semana (epidemiológica) anterior e, nos óbitos, foi de quase 35%”, disse.

covid brasil

© Tiago Queiroz/Estadão

Como São Paulo concentra o maior volume de estatísticas de covid-19 do País, o impacto no número nacional é grande. Antes do início dos problemas, o Estado concentrava cerca de 20% das notificações de infectados do Brasil. Nos últimos dias, esse patamar despencou para cerca de 10%.

Segundo Gabbardo, a previsão é de que o próximo balanço semanal tenha um aumento de casos e isso pode ser resultado dos números represados.

“Já passamos por outra situação como essa, com número de casos menor. E, na semana seguinte, tem o aumento por correção ou notificações.” Ele diz que a expectativa é de que o sistema seria estabilizado até esta terça-feira, 14.

Contudo, as internações não sofreram alterações devido a essa mudança, pois São Paulo utiliza um sistema próprio.

Bruno Naundorf, que integra o Gabinete de Crise do Rio Grande do Sul,o bserva ainda que o quadro de internações em leitos de UTI e enfermaria referentes a agosto caíram de 9,5 mil para 1,2 mil em relação ao mesmo período do ano passado.

“Se a vacina faz com que se tenha redução de sintomas, pode ser que tenhamos mais assintomáticos que não estejam procurando atendimento médico. Mas isso é um achismo e, por ora, vemos que a queda de casos se dá de forma consistente nos dados diários de internação”, aponta Naundorf.

Atraso e inconsistência das notificações

Mellanie Fontes Dutra, coordenadora da Rede Análise Covid-19, explica que atrasos na notificação de novos casos são comuns  no país.

“Isso acaba represando o número de casos”, diz. – Depois de dias com casos em baixa, é comum haver picos de notificação como reflexo desse represamento, o que pode acontecer nos próximos dias.

Além disso, ela aponta que a testagem feita no Brasil também deixa a desejar, pois é reativa, ou seja, somente é feita em quem tem sintomas.

Para contornar a situação, a Fiocruz mantém uma plataforma com informações sobre a taxa de positividade dos testes. Dessa forma, a quantidade de casos é relativizada pelo número total de testes realizados e o dado é mais consistente.

No Brasil, a média móvel da taxa de positividade passou de 12,4% no dia 8 de setembro para 45% no dia 13. No entanto, até esse dado deve ser analisado com cuidado. Xavier diz que as mudanças feitas no e-SUS Notifica podem estar levando os Estados a reportarem apenas os casos positivos.

“Quando olhamos de perto para os dados, vemos claramente que houve algum problema.” Ele diz que essa não é a primeira vez de forte redução nos números da pandemia no Brasil – diz saac Schrarstzhaupt, pesquisador da Rede Análise Covid-19,

Fonte: msn 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest