Argentina pode ser a segunda pessoa do mundo a se curar sem tratamento do HIV

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Uma argentina pode ter se tornado o segundo caso conhecido no mundo de cura do vírus HIV sem a necessidade de um tratamento. A mulher mantém há 8 anos uma carga viral indetectável do HIV tipo 1, sem utilizar terapia antirretroviral nem ter feito transplante de medula óssea ou outras intervenções médicas. O caso ocorreu na cidade de Esperanza, na Argentina, e por isso a mulher vem sendo conhecida como a “paciente de Esperanza”.

Ela apresentou seu primeiro diagnóstico positivo para HIV em 2013, e desde então passou a acompanhar seu quadro. Nos anos seguintes, os testes apresentaram carga viral indetectável, e a paciente não apresentou sintomas, indícios clínicos ou exames com resultados que apontassem qualquer doença ligada ao HIV. Em 2019, a mulher engravidou e, para evitar que o bebê se infectasse, entrou em tratamento com a terapia antirretroviral até o parto: o neném nasceu sem o vírus em 2020, e permanece assim até hoje.

Antes da “paciente de Esperanza”, somente um outro caso semelhante havia sido registrado, com uma paciente de 67 anos, que controlou o vírus em processo semelhante.

Esses casos indicam que outras pessoas também podem ter se curado sem tratamentos e isso abre um caminho para que pesquisadores descubram uma forma de acionar uma cura esterilizante para pessoas que não são capazes de fazer isso por conta própria.

 

Fonte: msn

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest