A partir do dia 11/12, não vacinados que entrarem no Brasil terão que cumprir quarentena

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Apesar do pedido da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que defendia que o país adotasse um passaporte da vacina, ou seja, que só vacinados pudessem entrar no país, o governo Bolsonaro decidiu que isso não será acatado.

Por outro lado, viajantes que entrarem no Brasil por via aérea terão de apresentar teste negativo para Covid-19 e comprovante de vacinação a partir deste sábado (11). Quem não estiver vacinado, terá de fazer quarentena de 5 dias. As regras foram publicadas na edição desta quinta-feira (9) do “Diário Oficial da União (DOU)”, e valem tanto para brasileiros quanto para estrangeiros.

Antes da resolução, para entrar no Brasil bastava apresentar apenas a Declaração de Saúde do Viajante (DSV) e um exame RT-PCR negativo realizado até 72 horas antes do embarque.

Para quem chega no país por terra, o comprovante de vacinação só é exigido para quem não apresentar teste negativo do novo coronavírus.

Os demais países e a Ômicron

Como ainda não se sabe muito sobre a nova variante da Covid-19,  o que as autoridades dos países têm feito, por enquanto, é endurecer as restrições determinadas para a pandemia, incentivar a vacinação e, em alguns casos, fechar as fronteiras para evitar a disseminação da variante.

Os 27 países que fazem parte do bloco suspenderam voos de África do Sul, Botsuana, Essuatíni, Lesoto, Moçambique, Namíbia e Zimbábue.

A Argentina impõe quarentena de ao menos 10 dias, além de vacinação completa, PCR negativo no embarque, novo exame na chegada ao aeroporto e mais um exame negativo de PCR durante o isolamento pós-viagem.

O Chile proibiu a entrada de estrangeiros que estiveram em África do Sul, Zimbábue, Namíbia, Botsuana, Lesoto, Eswatini e Moçambique.

O Canadá e a Austrália suspenderam a entrada de estrangeiros que estiveram em África do Sul, Egito, Moçambique, Nigéria, Malaui, Namíbia, Zimbábue, Botsuana, Lesoto e Eswatini.

Na Espanha, os britânicos precisarão apresentar passaporte da vacina.

A Dinamarca permite a entrada de qualquer estrangeiro, mas exige PCR negativo e quarentena de 10 dias com teste para quem esteve em Angola, Malaui, África do Sul, Lesoto, Eswatini, Moçambique, Zimbábue, Botsuana e Namíbia.

Fonte: saude.ig / gaucha

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest