Recife tem surto de coceira causado por mariposas

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Os primeiros casos começaram a aparecer em novembro, e as coceiras e feridas iam e vinham. Pacientes eram trataddos, melhoravam e dias depois, talvez pela exposição, mostravam os mesmos sintomas.

Foram realizados monitoramento e investigação. Os médicos e técnicos aplicaram questionários nos locais de maior incidência e da realização de novos exames clínicos e laboratoriais, além de contar com o apoio de dermatologistas.

Também foram instaladas armadilhas para a captura de mosquitos, uma vez que o surto pode ter relação com doenças provocadas pelo Aedes aegyptii, transmissor de dengue, zika e chicungunya.

Um grupo de pessoas cujas lesões se assemelhavam à sarna foram tratadas e ficaram boas, mas também havia outros em que as manchas não eram características de escabiose.

Identificados em duas comunidades em uma área de reserva de Mata Atlântica do Parque Estadual Dois Irmãos. Várias hipóteses foram levantadas, incluindo intoxicação por ivermectina, escabiose e picadas de insetos.

Após uma força tarefa de médicos, epidemiologistas, agentes comunitários e gestores da Secretaria de Saúde do Recife, chegou-se à conclusão de que O surto de lesões que causam coceira registrado em municípios da região metropolitana de Recife foi provocado por mariposas, segundo nota técnica da Sociedade Brasileira de Dermatologia divulgada nesta quarta-feira (8).

Os mais de 200 casos foram identificados em duas comunidades em uma área de reserva de Mata Atlântica do Parque Estadual Dois Irmãos. Várias hipóteses foram levantadas, incluindo intoxicação por ivermectina, escabiose e picadas de insetos. “A chave do problema repousa nas asas de mariposas do gênero Hylesia, que se reproduzem nesta época do ano”, informou a entidade.

Os insetos, de acordo com o documento, “entram em ambientes domésticos e, ao se debaterem contra focos de luz, liberam cerdas corporais minúsculas que penetram profundamente na pele e causam intensa dermatite”.

No verão, é comum o aumento de mariposas e “bichos de luz”, que são atraídos pela claridade. Uma forma de se defender é colocar uma tigela de vidro com água embaixo da lâmpada. Ela irá refletir a luz e atrais os insetos, que ficarão na água.

Fonte: cnnbrasil 

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest