Vacinados com Coronavac podem precisar de 2 doses de reforço da Pfizer contra a Ômicron

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A notícia não é muito animadora para quem foi vacinado com CoronaVac. Mas o estudo realizado afirma que duas doses da CoronaVac, seguida por uma injeção de reforço do imunizante da Pfizer-BioNTech mostrou uma resposta imunológica mais baixa contra a variante Ômicron em comparação com cepas anteriores. A informação é de um estudo preliminar publicado na plataforma medRxiv, conduzido por pesquisadores da Universidade de Yale, nos EUA, do Ministério da Saúde da República Dominicana e de outras instituições.

Akiko Iwasaki, uma das autoras do estudo, disse no Twitter que pessoas que receberam a CoronaVac podem precisar de duas doses adicionais de reforço da Pfizer para atingir os níveis de proteção necessários contra a Ômicron.

O regime de duas doses da CoronaVac não mostrou nenhuma neutralização detectável contra a Ômicron, de acordo com o estudo que analisou amostras de plasma de 101 participantes na República Dominicana.

Um estudo de Hong Kong disse na semana passada que mesmo três doses da vacina da CoronaVac não produziram resposta de anticorpos suficiente contra a Ômicron e que ela teve que ser reforçada por uma injeção Pfizer-BioNTech para atingir “níveis protetores”.

A CoronaVac e a vacina da Sinopharm são as duas vacinas mais usadas na China e as principais vacinas contra Covid-19 exportadas pelo país.

No Brasil, o imunizante foi o primeiro disponível no país. Até o momento, o Ministério da Saúde recomenda apenas uma dose de reforço, aplicada quatro meses após a conclusão do esquema vacinal inicial.

Mas não se apresse em ir aos postos de vacinação: por enquanto, a aplicação de uma quarta dose de vacina está liberada apenas para pacientes imunossuprimidos e com intervalo de 4 meses, contados a partir do primeiro reforço.

Com ou sem a dose de reforço, continue se protegendo com máscaras, álcool em gel e distanciamento social.

 

Fonte: oglobo

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest