Você dorme pouco ou sofre de insônia? Veja as consequências

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Mas o  trabalho, estudos, stress e afazeres do dia a dia podem consumir essas  horas de sono, reduzindo-as significativamente. A televisão, redes sociais e momentos de diversão também são causas comuns de perda efetiva de sono.

Você pode achar que tudo bem dormir puco ou que já está acostumado. Mas os efeitos de dormir pouco afetam a sua vida de maneiras que você não imagina. Veja o que acontece:

Você ganha peso

Por não descansar o suficiente, a leptina, hormônio que controla o apetite e regula o gasto energético, entre outras funções, reduz em 15% sua eficiência. Isto significa que você terá mais fome, será propenso a comer fora de hora e a comer alimentos mais calóricos, aumentando o Índice de Massa Muscular. Um estudo realizado pela Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, concluiu que adultos que não dormem o suficiente têm um índice de massa corporal 3,6% superior à média.

Você tem mais probablidade de sofrer de Alzheimer

Se o cérebro não tem o descanso necessário, é impossível remover as proteínas que formam as placas que causam o Alzheimer e a demência. Ou seja, não dormir aumenta a possibilidade de ter essas doenças.

Seu cérebro começará a sofrer danos

Perda de memória, desatenção e incapacidade de concentração são efeitos instatâneos em quem dorme pouco. Todos eles levam, a longo prazo, à deterioração do cérebro.

Seu desempenho cognitivo será igual ao de estar bêbado

Ficar 24 horas sem dormir afeta o desempenho cognitivo e motor do corpo. Um adulto nestas circunstâncias teria a mesma funcionalidade de alguém que tomou cinco taças de bebida alcoólica.

Sua imunidade abaixa

Dormir puco afeta também o sistema imunológico. Quando você não descansa o que deve, a gripe torna-se recorrente.

Você pode começar a ter pressão alta

Quem dorme menos horas do que o indicado tem mais probabilidade de sofrer de pressão alta e ter as artérias entupidas. Isso pode acarretar em problemas cardiovasculares e até ataque cardíaco.

Menos espermatozoides e menos libido

Está comprovado cientificamente que homens que não dormem as horas recomendadas têm menor quantidade de espermatozoides. Isso resulta em maior dificuldade na fertilização. A falta de sono também diminui a libido.

Você pode ter diabetes

A Universidade de Yale demonstrou que a falta de sono tem efeitos diretos no pâncreas. Dobra-se a possibilidade dessa pessoa sofrer de diabetes, independente de sua idade ou se faz atividade física.

Como mostramos aqui, deixar de dormir é contraprodutivo e afeta nossa saúde. Algumas pessoas podem pensar que estão “ganhando tempo” quando na verdade estão perdendo horas valiosas que podem regeneraro corpo e gerar mais tempo e qualidade de vida.

Portanto, tente reavaliar suas prioridade, reagendar compromissos, desligar a TV mais cedo e sair das redes sociais. Se a sua dificuldade é pegar no sono ou se acorda várias vezes à noite, tente tomar um chá, fazer yoga ou meditação e, se não resolver, procure ajuda de um especialista.

Fonte: msn

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest