Estudo israelense avisa: nem a quarta dose da vacina evita infecção pela Ômicron

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Israel foi o país mais rápido a lançar vacinas  contra o Covid-19 e em dezembro começou a oferecer uma quarta dose, ou um segundo reforço, aos grupos mais vulneráveis e de alto risco.

Uma quarta dose da vacina contra a  Covid-19 aumenta os anticorpos para níveis ainda mais altos do que a terceira vacina, mas não é suficiente para prevenir infecções por Ômicron, mostra um estudo preliminar feito em Israel.

O Sheba Medical Center de Israel está estudando o efeito do reforço da Pfizer em 154 pessoas após duas semanas e do reforço Moderna em 120 pessoas após uma semana. O hospital já deu a segunda dose de reforço em um teste entre sua equipe.

Os testes de quemrecebeu a quarta dose foi comparado com os resultados do grupo controle que não recebeu a quarta injeção. No grupo da Moderna, os participantes tinham tomado três doses da vacina da Pfizer, disse o hospital.

As vacinas levaram a um aumento no número de anticorpos “até um pouco maior do que o que tínhamos após a terceira dose”, disse Regev-Yochay.

No entanto, esse leve auemnto não é suficiente para evitar o contágio pela Ômicron, já que o nível de anticorpos necessários para não ser infectado por essa cepa é provavelmente é muito alto para qualquer uma das vacinas que temos disopníveis.

As descobertas, que o hospital disse serem as primeiras desse tipo no mundo, foram preliminares e ainda não foram publicadas.

 

Fonte: saude.ig

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest