Adultos também podem pegar Poliomielite. Veja sintomas e como se prevenir

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

A médica Célia Menezes Cruz Marques, da assessoria clínica de Bio-Manguinhos, unidade produtora de imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), explica que a paralisia infantil é causada pelo poliovírus e transmitida pelo contato direto entre uma pessoa infectada e uma pessoa saudável.

Dessa forma, Célia relata que a transmissão pode ocorrer pela via fecal-oral — por meio de objetos, alimentos e água contaminados com fezes de pessoas portadoras do vírus — ou oral-oral, por meio de gotículas de secreções ao falar, tossir ou espirrar.

Nesse sentido, tal forma de contaminação acende um alerta para como a falta de saneamento básico e as más condições habitacionais podem ser nocivas à saúde, bem como a falta de higiene pessoal.

Sintomas da Poliomielite

A doença é assintomática em até 95% dos casos. Pessoas que apresentam sintomas, no entanto, podem ser acometidas por:

• Febre;

• Dor de cabeça;

• Tosse;

• Coriza;

• Vômito;

• Dor abdominal;

• Diarreia.

O vírus pode causar inflamação nos nervos e na medula, impedindo o movimento dos membros inferiores. Contudo, o diafragma também pode ser afetado, causando insuficiência respiratória e até morte. 

Aproximadamente 1% das infecções por pólio evoluem para um quadro de meningite; e 1 a 1,6% dos infectados também podem ser afetados pela pólio paralítica, marcada pela “instalação súbita da deficiência motora, acompanhada de febre”, segundo ela.

Como se prevenir

Por não existir tratamento, a vacina segue sendo a maior aliada contra a poliomielite. Conforme o portal do Governo do Brasil, “o Programa Nacional de Imunização (PNI), recomenda a vacinação de crianças a partir de 2 meses até menores de 5 anos de idade, como doses do esquema básico”.

Adultos não vacinados estão sujeitos à contrair a forma mais grave da doença. Se você não é vacinado contra a poliomielite, procure os Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie), do Ministério da Saúde.

Fonte: msn

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest