Acidente vascular cerebral: a cadeia social que ajuda você a entender como reconhecê-lo

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

O AVC é uma doença crônica que afeta o sistema cardiovascular e termina com a oclusão de uma artéria no cérebro. As consequências desse evento podem ser graves e irreversíveis, às vezes fatais, mas não acontecem imediatamente.

Pode levar algumas horas para um paciente que sofreu um acidente vascular cerebral apresentar sintomas graves e ser levado ao hospital. Até lá, no entanto, já pode ser tarde demais. Mas existem “sinais” que possam ser lidos para reconhecer o AVC antes que o dano seja irreversível?

Após um primeiro momento de inadimplência, em que a pessoa que sofreu o AVC cai no chão ou mostra sinais de confusão, nas horas entre o AVC real e sua manifestação óbvia, o paciente parece estar bem e não tem nenhuma dificuldade particular para falar ou em movimento.

Mas são precisamente os momentos após o AVC que podem revelar a natureza e a gravidade do problema. Uma “cadeia” de informações rebate nas redes sociais que explica quais são os sinais a serem observados em caso de acidente vascular cerebral.

As quatro sugestões contidas no post foram também confirmadas pelo  Serviço Nacional de Saúde, que as agrupou na sigla FAST (face, arms, speech, time) , que em inglês significa “fast” – só para sublinhar que a rapidez de intervenção, nestes casos, pode fazer uma enorme diferença entre a vida e a morte:

  • Rosto. Como resultado do acidente vascular cerebral, pode ter ocorrido paralisia facial. Se o rosto da pessoa à nossa frente parecer distorcido, assimétrico ou se a pessoa não conseguir sorrir e mover a boca casualmente, pode ser um derrame.
  • Braços. O AVC também causa fraqueza temporária e paralisia nos membros superiores e inferiores. Por isso, pedimos à pessoa que teve o desconforto que levante os dois braços: ela pode não conseguir fazê-lo devido ao derrame.
  • Fala. Se a pessoa que passou mal não consegue repetir uma frase completa, ou apresenta dificuldade para articular as palavras, começamos a nos preocupar: pode ser sinal de um AVC em andamento.
  • Tempo. Como dissemos, se tratado prontamente, o AVC não é fatal. Então, assim que percebermos um dos sinais acima, vamos nos apressar para pedir ajuda ou levar a pessoa pessoalmente ao hospital: isso pode realmente fazer a diferença entre a vida e a morte, ou entre uma vida normal e consequências graves ( irreversíveis) do AVC.

Fontes: Facebook / Serviço Nacional de Saúde

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Com 25 anos e licenciada em Línguas Estrangeiras. Sempre esteve atenta às questões ambientais e visando um estilo de vida eco-sustentável. No seu pequeno caminho tenta minimizar a pegada ambiental com escolhas responsáveis, respeitando a natureza que a cerca.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest