Está voltando ao trabalho presencial? Veja o impacto na sua saúde mental

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin

Em 2020 o mundo teve que se adaptar ao trabalho remoto, o que trouxe muitas consequências à saúde mental e física da população mundial. Agora, com a pandemia sob controle na maior parte do mundo, é inevitável a volta de grande parte ao trabalho presencial.

O trabalho remoto gerou muita angústia e estresse a quem dependia emocionalmente do contato humano no trabalho. Por outro lado, também proporcionou um maior convívio com pessoas íntimas, que mora m na mesma casa.

Inúmeras pessoas se mudaram para novos espaços. Alguns foram para lugares maiores com a família, enquanto outros voltaram a morar com seus familiares. Outros até mudaram de cidade e puderam enfim viver onde gostariam, mas não tinham oportunidade de trabalho. Também foi possível perceber um movimento de maior aproximação com as redes de apoio para o cuidado com os filhos e dos idosos.

Mas, agora que as pessoas estão mais adaptadas ao trabalho presencial, o que esse retorno pode causar em nossa saúde mental e emocional?

Por essa as empresas não esperavam

De acordo com uma pesquisa da McKinsey, realizada entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, o trabalho remoto aumentou significativamente a produtividade individual e também das equipes. Além disso, a satisfação de clientes também cresceu.

Essa grande notícia não desvaloriza outro fator: a interação social é imprescindível. Porém, algumas pessoas se adaptaram tão bem à interação virtual e com apenas os mais íntimos que agora não conseguem se adaptar ao trabalho presencial ou mesmo ao híbrido. O fato é que trabalhando em casas as pessoas conseguiram ter mais qualidade de vida: o tempo dedicado ao deslocamento (quando não utilizado para trabalhar), foi dedicado ao autocuidado, ao esporte, condicionamento físico, aos pets e à própria família.

Também, por isso, a produtividade aumentou, já que as pessoas se tornaram mais felizes.

Trabalhar presencialmente será bom ou não?

A pesquisa mostra que, de uma forma geral, o retorno ao trabalho 100% presencial não é o ideal. Esse mundo repleto de interação, trânsito, gastos com roupas, acessórios, alimentação, horários e falta de tempo pessoal será prejudicial a nossa saúde.

Portanto, o melhor sistema de trabalho seria o híbrido, com parte presencial e parte remoto. Esse sistema híbrido também pode ser uma opção para muitas empresas e negócios que podem lucrar com a redução de custos com espaços físicos.

Além disso, a maior parte dos transtornos mentais nascem da interação do indivíduo com o ambiente, aliados à predisposição genética. E quando não existe um equilíbrio entre o que as pessoas desejam e o que necessitam, observamos muitos conflitos emocionais internos.

Fonte: Televita

Condividi su Whatsapp Condividi su Linkedin
Nascida e criada em São Paulo, é publicitária formada pela Faculdade Cásper Líbero e Master em Programação Neurolinguística. Trabalha como redatora publicitária, redatora de conteúdo e tradutora de inglês e espanhol. Apaixonada por animais e viagens, morou no Canadá e no Uruguai, e não dispensa uma oportunidade de conhecer novos lugares e culturas.
Você está no Pinterest?

As fotos mais bonitas sempre contigo!

Você está no Facebook?

Curta as mais belas fotos, dicas e notícias!

Siga no Facebook
Siga no Pinterest